quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Sou Pai de uma Menininha


Pois é, depois de muita expectativa, vinte e três semanas de espera, nossa ansiedade teve fim com a notícia de que o nosso bebê será uma menininha. Não posso deixar de registrar que estou muito feliz com tudo o que Deus está fazendo em nossas vidas. Tenho experimentado a prosperidade material, crescimento espiritual, ministerial e agora, com a chegada da nossa bebê, um crescimento familiar também.

Sara e eu estamos casados há pouco mais de dois anos e agora nossa felicidade está sendo coroada.

À nossa bebê, seja muito bem-vinda.

Papai e mamãe te ama.

Campanha Espiritual - Ore, Divulgue e Participe


Lançamos neste domingo uma campanha de oração no templo sede da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Central em Porto Velho, Ministério de Madureira, intitulada Batalha Espiritual. A campanha de oração visa trazer esclarecimentos bíblicos e teológicos sobre o tema, tendo em vista que há muitas heresias envolvendo os ministram sobre ele.

Segue abaixo a escala dos dias, pregadores e temas da campanha:

Agosto
  • Dia 19: O que é a Batalha Espiritual (Pr. Antônio Baltazar)
  • Dia 26: As Ciladas de Satanás na Batalha Espiritual (Pr. Daniel Martins)

Setembro

  • Dia 2: A influência do Mundo na Batalha Espiritual (Pr. Adonias Moeses)
  • Dia 9: Os Desejos da Carne na Batalha Espiritual (Ev. Nilonei Ramos)
  • Dia 16: A Família Cristã na Batalha Espiritual (Pr. Antonio Baltazar)
  • Dia 23: Ajudando nossos Filhos na Batalha Espiritual (Pr. Daniel Martins)
  • Dia 30: A Intercessão do Pai na Batalha Espiritual (Pr. Adonias Moeses)

Outubro

  • Dia 7: Estratégias de Satanás para Destruição das Famílias (Ev. Nilonei Ramos)
  • Dia 14: Quem é a Igreja na Batalha Espiritual (Pr. Antonio Baltazar)
  • Dia 21: A Igreja e a Busca do Poder na Batalha Espiritual (Pr. Daniel Martins)
  • Dia 28: Igreja, Lugar de Soluções (Pr. Adonias Moeses)

Novembro

  • Dia 4: A Igreja e o Reino Espiritual (Ev. Nilonei Ramos)
  • Dia 11: O Poder da Oração na Batalha Espiritual (Pr. Antonio Baltazar)
  • Dia 18: Tornando-se Vencedor através da Oração (Pr. Daniel Martins)
  • Dia 25: Transformando a Oração em Necessidade (Pr. Adonias Moeses)

Dezembro

  • Dia 2: Quando a Oração é Mais Importante que Ação (Ev. Nilonei Ramos)
  • Dia 9: Guerra Espiritual, Armas Espirituais (Pr. Antonio Baltazar)
  • Dia 16: O Cinturão da Verdade e a Couraça da Justiça (Pr. Daniel Martins)
  • Dia 23: O Evangelho da Paz e o Escudo da Fé (Pr. Adonias Moeses)
  • Dia 30: O Capacete da Salvação e a Espada do Espírito (Ev. Nilonei Ramos)

Todas as quintas-feiras, a partir das 19:30h.

Ore, divulgue e participe!


sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Uma Palavra Sobre Política

PARA INÍCIO DE CONVERSA, não sou contra política. Acredito no poder do governo, oro pelos nossos governos. A maioria dos dicionária a define como "arte ou ciência de governar"; "arte ou ciência da organização, direção e administração de nações ou Estados"; "aplicação desta arte nos negócios internos da nação (política interna) ou nos negócios externos (política externa)"; "arte ou vocação de guiar ou influenciar o modo de governo pela organização de um partido, influenciação da opinião pública, aliciação de eleitores etc"; "conjunto dos princípios ou opiniões políticas"; "conjunto dos princípios e medidas postos em prática por instituições governamentais e outras, para a solução de certos problemas sociais" (Michaelis). Mas a grande maioria, simplesmente não sabe nem entende esse significado. E não é porque nunca leu sobre isso. O motivo é que aquilo que é visto nega o seu significado.
HISTORICAMENTE vivemos um momento único. A crise nos últimos anos desacreditou a política. Os escândalos envolvendo as assembleias legislativas, governos estaduais, senadores, deputados federais e até a presidência deixaram a população sem reação. Para incurtar o assunto, os políticos só aparecem em tempo de campanha. Sinceramente, nada disse me atinge. Estou vacinado. Infelizmente nem todos podem dizer isso.
ESPIRITUALMENTE o quadro é ainda pior. Enquanto milhares estão depositando sua confiança, agora na nova política, aliás, "o ficha limpa veio para dizer-nos quem os melhores para assumir o governo". Nesse montoeiro de esperanças frustradas, os últimas dias são marcados por um evangelho sem muita luz, sem muito sal. Em vez de mostrarmos que a Igreja precisa apenas de Jesus, vemo-nos seduzidos a reunirmo-nos e decidirmos quem vamos apoiar. Sem qualquer reflexão, que pese ideologia contrárias à Palavra de Deus e nosso posicionamento como cristãos, damos as mãos aqueles que pensam diferente de nós, e inocentemente, parecendo ignorar o que já aconteceu em épocas passadas, trazemos o estado para dentro de nossas igrejas.
O QUE VAMOS FAZER? Mais uma vez eu digo: não sou contra política. Qualquer crente pode estar envolvido com políticos, conheço vários assim. Como indivíduos somos livres para fazer o que nos der na telha, mas a Igreja do Senhor é inalienável. E por mais radical que pareça, ela não precisa de políticos. A Igreja precisa de Jesus.
TODAS AS VEZES que Igreja e Estado deram as mãos houve fracasso. Biblicamente, as intervenções de Deus na política foram para libertar. Foi assim com José do Egito, Moisés, Gideão, e na época de Samuel, quando o povo invejoso do sistema político que tinha as nações vizinhas, Deus deixou bem claro: "Ouve a voz do povo em tudo quanto te dizem, pois não te têm rejeitado a ti, antes a mim me têm rejeitado, para eu não reinar sobre eles" (1Sm 8.7). Fico muito preocupado quando vejo a Igreja do Senhor sendo honrada pelas autoridades governamentais. Nas bem-aventuranças de Cristo para o seu povo, principalmente a última, Ele diz: "Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós. Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte" (Mt 5.11-14). Será que você acredita mesmo que a Igreja deve ser honrada pelas autoridades? Ela não deveria ser sal e luz? Sal para conservar e luz para alumiar as trevas.
continua...

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

5 de Agosto, 29 anos


Estou me sentindo muito feliz hoje. O motivo? Amanhã comemoro 29 anos de idade. Tenho muito motivos para festejar. Afinal, sou crente em Jesus e sei que Ele me ama profundamente. Mas vamos aos motivos...

Conheci a Cristo ainda quando era uma criança. Fui levado pelos meus pais, depois pelos meus avós e finalmente aprendi a ir sozinho, caminho que trilho até hoje sem jamais pensar em voltar atrás.

Experimentei o amor da minha família. Meu pai sustentou a casa como pôde. Minha mãe foi uma guerreira; sozinha conseguiu criar os filhos, levando-os à Igreja e instruí-los na Palavra de Deus. Vi grandes milagres acontecerem dentro de casa graças à fé de minha mãe.

Tive a oportunidade de receber educação. Sempre estudei em rede pública, concluindo os estudos com dificuldade por que raramente tive a chance de comprar um livro. Frequentei escolas distantes, muito distantes a pé. Isso me ajudou a dar valor às coisas que quero.

Quando ainda era um adolescente recebi a cura de epilepsia. Fui dependente de remédios, mas maior foi a graça de Deus em minha vida e aquilo que era um opróbrio tornou-se testemunho do poder de Deus. Glória a Deus!

A chamada à Obra de Cristo foi sem igual. Aos 15 anos ingressei no meu primeiro curso de teologia básica. Com 17 anos, passei a ser professor do curso. Aos 19, fui levado ao ministério como diácono. Aos 25, fui consagrado presbítero da Igreja e aos 28, tornei-me ministro do evangelho, servindo a Deus como evangelista.

Aos 22 anos conheci uma moça por quem me apaixonei perdidamente. Procurei conhecê-la mais de perto. Namorei-a quatro anos, para finalmente, aos 26 anos, casar-me com ela e hoje, dois anos depois de nosso casamento, ela espera nosso primeiro bebê (ainda não sabemos o sexo; estamos ansiosos).

Para glória de Deus, coordeno um Curso de bacharel em Teologia que tem trazido muita alegria e testemunhos muito edificantes. Tenho visto muitos alunos se converterem a Cristo e experimentarem seu amor de uma forma singular. Aleluia!

Tenho pregado o Evangelho de Cristo e não merço dificuldades para falar do amor de Deus aos pecadores e procuro sempre dizer as verdades da Palavra de Deus em minhas mensagens.

Sou um homem feliz.

Ana Sara, você é o maior presente de Deus para mim.

Bebê, ainda não nos vimos, mas eu sinto por você um amor enorme. Seja bem-vindo (a) a sua casa.

Mãe, sua fragilidade é a minha força. Enriqueço-me com as tuas orações.

Pai, faz tempo que não te vejo, mas em minhas orações o senhor jamais será esquecido.

Vovó, sua casa é sempre o melhor lugar para fazer aquelas visitas de repente.

Vovô, seus muitos anos e dedicação às Escrituras me intimam a ser melhor.

Pr. Baltazar, sinceramente não tenho palavras para agradecer o tamanho dos benefícios que o senhor trouxe a minha vida. Obrigado pela confiança.

Amigos, todo esse espaço seria insuficiente para recitá-los aqui e descrever a alegria que trazem a mim. Vocês moram em meu coração.

Meu Senhor Jesus, teria eu tantos motivos para comemorar se não tivesse feito cada um deles. Vinte e nove anos são vinte e nove anos vividos na tua presença. Minha fraqueza em ti é a escola do sucesso. Por me libertar e salvar, por ter morrido em meu lugar, te agradeço. Te amo, Jesus.