quarta-feira, 4 de agosto de 2010

5 de Agosto, 29 anos


Estou me sentindo muito feliz hoje. O motivo? Amanhã comemoro 29 anos de idade. Tenho muito motivos para festejar. Afinal, sou crente em Jesus e sei que Ele me ama profundamente. Mas vamos aos motivos...

Conheci a Cristo ainda quando era uma criança. Fui levado pelos meus pais, depois pelos meus avós e finalmente aprendi a ir sozinho, caminho que trilho até hoje sem jamais pensar em voltar atrás.

Experimentei o amor da minha família. Meu pai sustentou a casa como pôde. Minha mãe foi uma guerreira; sozinha conseguiu criar os filhos, levando-os à Igreja e instruí-los na Palavra de Deus. Vi grandes milagres acontecerem dentro de casa graças à fé de minha mãe.

Tive a oportunidade de receber educação. Sempre estudei em rede pública, concluindo os estudos com dificuldade por que raramente tive a chance de comprar um livro. Frequentei escolas distantes, muito distantes a pé. Isso me ajudou a dar valor às coisas que quero.

Quando ainda era um adolescente recebi a cura de epilepsia. Fui dependente de remédios, mas maior foi a graça de Deus em minha vida e aquilo que era um opróbrio tornou-se testemunho do poder de Deus. Glória a Deus!

A chamada à Obra de Cristo foi sem igual. Aos 15 anos ingressei no meu primeiro curso de teologia básica. Com 17 anos, passei a ser professor do curso. Aos 19, fui levado ao ministério como diácono. Aos 25, fui consagrado presbítero da Igreja e aos 28, tornei-me ministro do evangelho, servindo a Deus como evangelista.

Aos 22 anos conheci uma moça por quem me apaixonei perdidamente. Procurei conhecê-la mais de perto. Namorei-a quatro anos, para finalmente, aos 26 anos, casar-me com ela e hoje, dois anos depois de nosso casamento, ela espera nosso primeiro bebê (ainda não sabemos o sexo; estamos ansiosos).

Para glória de Deus, coordeno um Curso de bacharel em Teologia que tem trazido muita alegria e testemunhos muito edificantes. Tenho visto muitos alunos se converterem a Cristo e experimentarem seu amor de uma forma singular. Aleluia!

Tenho pregado o Evangelho de Cristo e não merço dificuldades para falar do amor de Deus aos pecadores e procuro sempre dizer as verdades da Palavra de Deus em minhas mensagens.

Sou um homem feliz.

Ana Sara, você é o maior presente de Deus para mim.

Bebê, ainda não nos vimos, mas eu sinto por você um amor enorme. Seja bem-vindo (a) a sua casa.

Mãe, sua fragilidade é a minha força. Enriqueço-me com as tuas orações.

Pai, faz tempo que não te vejo, mas em minhas orações o senhor jamais será esquecido.

Vovó, sua casa é sempre o melhor lugar para fazer aquelas visitas de repente.

Vovô, seus muitos anos e dedicação às Escrituras me intimam a ser melhor.

Pr. Baltazar, sinceramente não tenho palavras para agradecer o tamanho dos benefícios que o senhor trouxe a minha vida. Obrigado pela confiança.

Amigos, todo esse espaço seria insuficiente para recitá-los aqui e descrever a alegria que trazem a mim. Vocês moram em meu coração.

Meu Senhor Jesus, teria eu tantos motivos para comemorar se não tivesse feito cada um deles. Vinte e nove anos são vinte e nove anos vividos na tua presença. Minha fraqueza em ti é a escola do sucesso. Por me libertar e salvar, por ter morrido em meu lugar, te agradeço. Te amo, Jesus.

Nenhum comentário: