Postagens

Mostrando postagens de Março, 2012

Bodas de Casamento

Imagem
1º - Bodas de Papel 2º - Bodas de Algodão
3º - Bodas de Couro ou Trigo
4º - Bodas de Flores, Frutas ou Cera
5º - Bodas de Madeira ou Ferro
6º - Bodas de Açúcar ou Perfume
7º - Bodas de Latão ou Lã
8º - Bodas de Barro ou Papoula
9º - Bodas de Cerâmica ou Vime
10º - Bodas de Estanho ou Zinco
11º - Bodas de Aço
12º - Bodas de Seda ou Ônix
13º - Bodas de Linho ou Renda
14º - Bodas de Marfim
15º - Bodas de Cristal
16º - Bodas de Safira ou Turmalina
17º - Bodas de Rosa
18º - Bodas de Turquesa
19º - Bodas de Cretone ou Água Marinha
20º - Bodas de Porcelana
21º - Bodas de Zircão
22º - Bodas de Louça
23º - Bodas de Palha
24º - Bodas de Opala
25º - Bodas de Prata
26º - Bodas de Alexandrita
27º - Bodas de Crisoprásio
28º - Bodas de Hematita
29º - Bodas de Erva
30º - Bodas de Pérola
31º - Bodas de Nácar
32º - Bodas de Pinho
33º - Bodas de Crizopala
34º - Bodas de Oliveira
35º - Bodas de Coral
36º - Bodas de Cedro
37º - Bodas de Aventurina
38º - Bodas de Carvalh…

Participe!

Imagem

Escola Bíblica Dominical (parte 10)

Imagem
O PAPEL DO PROFESSOR DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL NAS IGREJAS
O professor cristão deve ser:
Amigo, procurando relacionar-se bem com os alunos;
Intérprete, traduzindo para os alunos aquilo que lhes é ensinado;
Planejador, procurando adaptar as lições, os currículos às necessidades dos alunos;
Aprendiz, estando disposto a colocar-se no lugar dos que querem aprender mais para ensinar melhor;
Exemplo. “Assim falai, assim procedei...” (Tg 2.12). Na escola secular, o professor pode ser um mero transmissor de conhecimentos. Na Igreja é diferente. O professor tem que ser didático e exemplar.
ATITUDES DO PROFESSOR DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL O professor, na igreja, precisa ser “apto para ensinar” (2Tm 2.24), “dedicado ao ensino” (Rm 12.7) e, como obreiro, precisa apresentar-se “a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a Palavra da verdade” (2Tm 2.15). O professor então precisa ser:
Orientador das mentes e vidas dos alunos.
Entusiasmado, sincero, humano e otimista…

Escola Bíblica Dominical (parte 9)

Imagem
PRINCÍPIOS RELEXIVOS DO EVANGELISMO HOJE NA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
Não negamos o fato de que temos de melhorar e melhorar muito nossa idéia de EBD hoje em nossas Igrejas. Cada um deve, antes de tudo, reconhecer que fomos chamados por Cristo para falar de seu amor e a EBD é uma ferramenta que Deus disponibilizou-nos neste sentido.
1. Nosso ensino e evangelização têm que ter inserção na comunidade como EBD e não ser uma dicotomia entre querigma e didaquê.
2. Nosso evangelismo e ensino têm que ter estratégias e alvos a ser alcançados dentro do programa estabelecido no planejamento da Igreja na escola.
3. Nossa EBD necessita ter berço bíblico, histórico, ter raízes, tradição e identidade dentro da visão bíblica.
4. Nosso ensino e evangelismo na EBD têm que gerar uma comunidade transformada segundo a imagem de Jesus, tendo discípulos e não meros alunos.
5. Precisamos de uma EBD que, no ensino e evangelismo, leve o ser humano para o relacionamento vertical com Deus e horizontal com o próximo.
6…

Escola Bíblica Dominical (parte 8)

Imagem
REVITALIZANDO A TAREFA EVANGELÍSTICA NA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
A evangelização, como parte da missão, é encarnar o amor divino nas formas mais diversas da realidade humana, para que Jesus Cristo seja confessado como Senhor, Salvador, Libertador e Reconciliador. A evangelização sinaliza e comunica o amor de Deus na vida humana e na sociedade, através da adoração, proclamação, testemunho e serviço.
Educação Cristã e Evangelização formam uma base fundamental na vida cristã. A Educação Cristã na EBD estrutura e revitaliza a igreja. Sua filosofia deve basear-se num sólido conhecimento bíblico (teológico), que acreditamos determinar os objetivos de nosso ensino, sua metodologia e conteúdo.
A EBD é, ao mesmo tempo, educacional e evangelística. Richard Dramelhaus disse o seguinte: “A evangelização é a chave para se realizar a obra de Deus e a EBD é a mão que gira essa chave”.
A evangelização e a EBD devem existir numa dependência mútua para que a mesma exerça sua função bíblica. Tudo que a …

Escola Bíblica Dominical (parte 7)

Imagem
MINISTRANDO A AULA
1. Uma Boa postura, Uma Boa impressão.
Ao entrar em sala de aula, fique ciente que você estará em contato com pessoas de todas as qualidades. É indispensável que o professor procure andar sempre bem vestido, limpo, com o cabelo sempre penteado, a unha sempre feita. Ao saber que irá ter que perto dos outros, procure escovar antes os dentes, usar desodorante para não deixar uma má impressão.
2. Evite Excessos.
Quando for ministrar, evite ficar enxugando o rosto demais com um lenço, colocando a mão no bolso, ou até mesmo se movendo de um lado para o outro. Seja controlado em tudo o que for fazer. Lembre-se: tem sempre alguém de olho em você.
3. Fale de Modo Compreensível.
Ao falar diante da classe, procure estar calmo para que você não se atropele em palavras. Não fale tão devagar para não cansar, nem tão rápido a ponto de as pessoas não lhe entender. Não fale tão baixo nem tão alto. Evite palavras que você não sabe o significado e nunca fale uma palavra errada diante da …

Escola Bíblica Dominical (parte 6)

Imagem
PREPARANDO-SE PARA MINISTRAR
1. Um Horário Organizado Economiza Tempo.
Um horário organizado evita que a pessoa perca tempo pensando no que vai fazer em seguida, ou procurando lembrar-se do que precisa fazer naquele dia. Um bom costume é preparar duas listas de coisas para fazer. Na lista “A” coloque as urgentes (devem ser feitas hoje). Na lista “B”, escreva aquilo que você fará se der tempo.
Existem coisas que você costuma fazer todos os dias (culto doméstico, oração, estudo, etc.). Para essas tarefas tenha um horário estabelecido, você logo descobrirá qual é a melhor hora para cada atividade. Em que horário você conseguirá reunir toda a família para o culto doméstico? Qual a hora mais tranqüila em que sua mente está com melhor disposição para estudar? O período do preparo da lição deve começar desde cedo.
Segunda-feira: leitura bíblica com meditação, do texto e do contexto da lição. O texto e o contexto às vezes são de pouca extensão, mas às vezes alongam-se muito. Você verá que tal l…

Escola Bíblica Dominical (parte 5)

Imagem
A FORMAÇÃO INTEGRAL DO PROFESSOR DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
O professor da EBD, além de ser uma pessoa dedicada ao ensino, precisa ter uma formação mais ampla para que possa atender às demandas na Igreja local, por parte de um alunado cada vez mais exigente, em termos de conhecimento e cultura, sem perder a visão de que é um servo de Deus, e necessita dramaticamente da Graça de Deus e da Unção do Espírito Santo, para cumprir bem a sua tarefa no novo milênio.
1. Requisitos para o Ingresso no Corpo Docente.
No recrutamento de professores deve ser verificado se o candidato: 1) É crente salvo; 2) É assíduo e pontual; 3) Saúde e equilíbrio emocional; 4) Boa apresentação; 5) Voz firme, agradável, convincente; 6) Naturalidade e desembaraço; 7) Firmeza e perseverança; 8) Imaginação, iniciativa e liderança; 9) Vocação para o magistério; 10) Exemplaridade moral; 11) É membro da Igreja; 12) Tem bom testemunho (fiel, maduro, submisso); 13) Quer e pode servir ao Senhor; 14) É aplicado ao estudo da…

Escola Bíblica Dominical (parte 4)

Imagem
A ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
Nossa primeira e grande preocupação deve ser que, tudo que fizermos para o Senhor, façamos bem feito. Em Jr 48.10 está escrito: “Maldito aquele que fizer a obra do Senhor relaxadamente!...” Um dos aspectos que implica em executar bem o trabalho do Senhor é a organização. É indispensável em todos os aspectos de nossa vida e também no trabalho que realizamos para Jesus. Nada é mais desagradável do que visitarmos uma dona de casa desorganizada. Uma empresa ou um escritório desorganizado não transmite confiança em ninguém.
A Bíblia deixa claro que o nosso Deus não é Deus de confusão. Quando estudamos sobre a criação notamos que todas as coisas criadas obedecem a um plano altamente organizado. Há na natureza um equilíbrio perfeito, como por exemplo, a seqüência dos dias e das noites e das estações do ano ou a órbita dos planetas. Pasmamos ante a movimentação dos astros nos céus cada um em seu próprio caminho e jamais se chocarem.
E que dizer da ord…

Escola Bíblica Dominical (parte 3)

Imagem
OS OBJETIVOS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
Para nossa melhor compreensão, dividimos os objetivos da EBD em dois grupos:
1. Os que Cumprem Diretamente a Grande Comissão.
Ganhar Almas: A maioria dos alunos da EBD é composta por salvos, mas nem todos os que se dizem crentes são realmente salvos. Uma grande parte dos filhos dos crentes, criados e freqüentes na Igreja, nunca tiveram um encontro pessoal com Cristo. Os professores devem interessar-se pelos seus alunos, sondando-os e guiando-os a Jesus através da Palavra de Deus e da oração. Além disso, a direção da EBD pode e deve fazer periodicamente campanhas para evangelizar e procurar matricular em suas classes os vizinhos e amigos da Igreja. A conversão dos pecadores é conduzida pelo ensino e pregação da Palavra de Deus (Sl 51.13).
Desenvolver a Espiritualidade e o Caráter Cristão: Depois de ganhar, de fato, o aluno para Cristo, vem a responsabilidade de conduzi-lo, passo a passo, ao conhecimento cabal dos fatos e ensino da Bíblia. Esse dese…

Escola Bíblica Dominical (parte 2)

Imagem
A EBD é a escola de ensino bíblico da Igreja que, evangeliza enquanto ensina, conjugando assim os dois lados da grande comissão de Jesus à igreja, conforme Mt 28.20 e Mc 16.15.
“... ensinando-vos a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado”
“Ide por todo o mundo, pregai o meu evangelho a toda criatura”
A EBD difere das demais escolas seculares pelo fato de tratar-se de ensino plenamente divino e, quando secular (humano), paralelamente, é traçado com base bíblica.
A EBD ensina o homem a ter posições ou lugar nas mansões celestiais; a escola secular ensina a alcançar êxito aqui na terra. É também a única agência de ensino a qual trata metódica e sistematicamente do estudo da Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.
1. A Essência da EBD: O Ensino Bíblico.
Ao primeiro casal: Deus teve um cuidado todo especial em ensinar ao homem e, à primeira mulher, o caminho da obediência. Em Gn 2.16 e 17, vemos Deus ensinando ao casal de que árvores poderiam comer e da árvore que não poderiam comer. Pare…

Escola Bíblica Dominical (parte 1)

Imagem
INTRODUÇÃO
“Ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado...” (Mt 28.20a).
É impossível refletir sobre a EBD sem que fiquem claras duas funções por ela exercidas: ensino e evangelização. Isto é, querigma (pregação) e didaquê (ensino).
Desde os tempos bíblicos, a preocupação com o ensino e a evangelização é muito forte. No Antigo Testamento, Israel é chamado a educar as gerações vindouras sobre a lei de Deus. No Novo Testamento, Jesus dá instruções a seus discípulos, na grande comissão de Mateus 28.18-20 enfatizando a pregação e o ensino.
Desde os primórdios, a Igreja Cristã permaneceu, enquanto pôde, aprendendo nas sinagogas e recebendo os ensinos. Quando foi expulsa das sinagogas, passou a reunir-se nas casas (At 2.42).
A EBD não é uma atividade opcional, é uma atividade essencial. Ela se confunde com a própria essência da Igreja. “E perseveravam na doutrina dos apóstolos” (At 2.42). A EBD não é uma parte da igreja; é a própria igreja ministrando ensino bíblico metód…

Congregação Águas Vivas - Escolha a Melhor

Imagem

Diante do Trono Branco

Imagem
Os faraós do Egito.
Reis maldosos como Eglom, rei de Moabe.
Homicidas como Caim.
Traidores como Judas Iscariotes.
Mentirosos como Ananias e Safira.
Falsos crentes como Alexandre, o latoeiro.
Os cruéis imperadores como Calígula, Nero e Domiciano
Governantes que praticaram verdadeiras atrocidades como Lênin, Hitler, Stálin, Mussoline, Xá Reza Pahlevi, Mão Tse-Tung, Id Amim Dada, Nicolai Ceaucescu, Ferdinand Marcos, Saddam Hussein, Muamar Kaddafi,, Augusto Pinochet, Slodoban Milosevic e outros tantos tiranos desalmados.
Falsos líderes religiosos que conduziram milhares de almas para a perdição eterna com suas malditas heresias, como Charles Russel, Joseph Smith, Mokiti Okada, Masaharu Taniguchi, Sum Myung Moon, Jin Jones, Shoko Asahara.
Astros de Hollywood que incitaram todo tipo de violência, infidelidade conjugal, promiscuidade e irreverência.
Mafiosos, terroristas, aliciadores de menores, bicheiros, traficantes de drogas, ladrões impiedosos, depravados, seqüestradores, estupradores …