domingo, 18 de novembro de 2007

Encontro Marcado

Antes de ser assunto aos céus, Jesus preparara o coração dos discípulos a respeito de sua ida de volta à casa do Pai. Meio confundidos na época, os discípulos não entendiam as palavras de seu Mestre.

Depois de três anos em companhia do Senhor Jesus, presenciando sua morte e sendo testemunhas oculares de sua ressurreição, Ele é coberto por nuvens e seres celestiais aparecem dizendo que o mesmo que foi visto subir será o mesmo que descerá um dia.

O ardor nos corações dos discípulos aumentara ainda mais quando viram que as palavras de Jesus se cumpriam na íntegra quando milagres, maravilhas e sinais se faziam por meio de suas mãos.

A alma das pregações, a conversa dos irmãos, e até as epístolas (principalmente as de Paulo), tudo era sobre a volta de Jesus. É por isso que, por maior que seja a tribulação que passemos aqui na Terra, não podemos perder a esperança de que Ele virá outra vez.

Porque depois de ter passado por tantas provas aqui na Terra, minha esperança não repousa em nada que é terreno. Descanso nas palavras de Jesus.

Talvez se Ele tivesse ido ao céu sem promessa de voltar, tudo bem; é muito glorioso lhe servir de qualquer forma. Se Ele jamais tivesse dito ou deixado qualquer coisa escrita pra mim, mas se soubesse que Ele existe, eu também ficaria feliz. Todavia, Ele fez muito mais que isso, prometeu vir me buscar.

Ele empenha-se em levar-nos ao lar e não delega esta incumbência a ninguém. Ele envia missionários para pregar a você, Ele manda anjos para proteger você, Ele prepara professores para guiar você, Ele usa cantores para inspirar você, mas não manda ninguém pra levar você.

“Eu voltarei e levarei você para casa”. Voltar para casa! Por mais que sejamos previdente em tudo o que terreno, não ficaremos aqui por muito tempo. Nosso inimigo pode nos perseguir até as portas do céu, mas jamais poderá adentrar. Deus não permitirá. Lá, a casa é de Deus. Um lugar de glória indizível onde as riquezas da terra não podem ser comparadas com aquilo que nos espera.

“As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem são as que Deus preparou para os que o amam”. Que será que eu ainda vi? De quê eu ainda não ouvi falar? E o que será que eu jamais desejei?... Meus pensamentos são vencidos de novo.

A eternidade com Deus porá fim de uma vez por todas com as dores dessa terra. Ele virá outra vez aqui...

Nenhum comentário: