sábado, 16 de junho de 2007

De Olho na Nossa Espiritualidade.

Tenho ouvido inúmeras opiniões sobre espiritualidade, mas não sei se todas se encaixam exatamente com aquilo que a Bíblia diz. Espiritualidade não é algo visível nem pode ser medida. Não temos nenhum indicativo disso na Bíblia. O que creio é que cada um deve ter sensibilidade para crer ou não em sua espiritualidade. Comparações devem passar bem longe. Minha espiritualidade nunca deve estar baseada na dos outros. Ser espiritual é uma postura incondicional. Sou ou não espiritual. Não existem meios termos.
Ser espiritual é viver segundo a Bíblia. Qualquer regra à parte disso deve ser desprezada. É difícil apontar o dedo e dizer que alguém não é espiritual. Acredito que nem munido de todos os recursos humanos, ninguém, em sã consciência, é capaz de fazê-lo. Para que alguém julgue espiritualidade alheia, mesmo que essa seja falsa, é necessário ter, primeiramente, muito conhecimento bíblico. A Bíblia é nossa regra suprema em assuntos desse bojo. Acredito também que é necessário pedirmos a Deus que manifeste seus dons espirituais para não sermos confundidos por qualquer um que diga estar falando em nome de Deus.
O exterior nem sempre revela o interior. Boa conduta nem sempre é sinal de caráter cristão. Tem muita gente de bem e não tem espiritualidade nenhuma. Aquilo que não vem de Deus e é bom em alguém é chamado de virtude. Quando vem de Deus (e é bom que se diga isso, pois ninguém pode produzir o fruto do Espírito por vontade ou esforço próprio) todo o mérito é dEle. Há muitos que expressam espiritualidade apenas nas coisas visíveis. Como disse anteriormente, esse julgamento não é fácil e nem é pra qualquer um. Fundamento bíblico é mais que importante nesse caso; é vital.
Choro ante as negações sutis que alguns fazem ao nome de Cristo não apenas diante do mundo, mas a si mesmo. Quando não amo a Deus verdadeiramente, minha espiritualidade é falsa. Se a visão que tenho do pecado é diferente da que Deus tem, minha espiritualidade é falsa. Quando me esqueço que Deus é Onipresente e vê todas as coisas, minha espiritualidade é falsa.
A vida cristã não consiste em críticas alheias. Ninguém possui esse mérito. Mas quando o âmago da fé cristã é ameaçado, medidas radicais tornam-se necessárias. Quero muito definir o que é espiritualidade. Mas, antes disso, quem é o meu alvo espiritual? Espiritualidade é uma aspiração natural da alma do regenerado. É a compreensão de um Absoluto chamado Jesus. É uma postura assumida na vida do cristão. É a compreensão correta dos atributos de Deus. Espiritualidade não pode ser medida, nem é algo visível. Não é requisito para recebermos algo de Deus, porque Deus não ama mais quem é mais espiritual. Isso tornaria o Seu amor condicional, e não podemos por nós mesmos agradar a Ele. É Cristo que nos torna agradáveis a Deus. Se pudéssemos agradar a Deus por nós mesmos, não precisaríamos mais de Jesus.
Não estou aqui simplesmente para "fazer o bicho pegar!" Quero levar cada leitor a reflexões sensatas, mas acima de tudo, bíblicas. Nada de "eu acho" ou "eu penso". Quando a Bíblia se cala, não precisamos ter voz. Quando digo que "espiritualidade não pode ser medida, nem é algo visível", não estou indo além da Bíblia. Paulo só identificou superficialidade na Igreja de Corinto por causa dos resultados da espiritualidade. Concluiu que os motivos eram errados. Havia egoísmo, dissensões e outras coisas mais.
As próximas etapas da história da humanidade trarão grandes surpresas. Pessoas que tocaram trombetas diante de si pensando ser ou fazer mais que os outros serão surpreendidas pelo Senhor. Continuo crendo que não podemos medir espiritualidade, mas podemos identificar a falsa da verdadeira ou da meia-verdadeira. A Bíblia diz que "o homem espiritual a tudo discerne e por ninguém é discernido".
NOTA: Amigos, não quero que pensem que sou um monstro e estou aqui pra dizer que minhas opiniões são verdades absolutas. Haverá horas que eu terei de me calar. Quando reconhecer que errei em algo, fica tranqüilo que as desculpas serão postadas aqui também. Não quero agredir ninguém com meus comentários.
NEle, que antes de condenar, escutou, Seu amigo.

Nenhum comentário: