quinta-feira, 9 de julho de 2015

Pensanso um Pouco

Na última semana, um ateu (será mesmo?) prometeu queimar e queimou mesmo a Bíblia em frente a Universidade Federal do Acre (UFAC). O acontecido trouxe muita repercussão e até políticos da bancada evangélica vão abrir inquérito contra o incidente. Vi alguns crentes fervorosos dizerem: "queria ver ele queimar o Alcorão", o que sem dúvida é uma atitude anti-cristã, pois no mundo de hoje, isso resultaria em morte e não é pra isso que estamos seguindo a Jesus.
Acho interessante essa manifestação, mas é o mínimo que se espera de alguém e de um movimento que existe simplesmente para negar a veracidade das Escrituras. É tão patética a ideologia atéia! Como podem lutar tanto para negar a existência de algo que acreditam não existir? Meio louco isso.
Ao primeiro momento, causa revolta porque amamos a Bíblia. Já tive oportunidade de ver um doutor chutar a Bíblia na hora da aula. Vi uma postagem de uma jovem fumando páginas da Bíblia, dizendo que finalmente havia encontrado uma finalidade para ela. Vi, dentro de minha família, um parente limpar o ânus com a Bíblia depois de fazer suas necessidades. Terríveis cenas! Mas deles não podemos esperar nada menos que isso.
O que me preocupa mesmo são os protestos dos que crêem que as Escrituras são de fato Palavra de Deus! Billy Graham disse que "nós somos a Bíblia que o mundo lê", mas será que somos mesmos uma Bíblia? Será que a Palavra de Deus está em nós como está nas Escrituras?
Anos atrás, eu li um documentário sobre os rolos do Mar Morto que foram encontrados nas cavernas das montanhas de Qunram. Deparei-me com uma parte que dizia que os rolos estavam dentro de vasos de barro cheios com cera para conservar os manuscritos. Tempo depois quando disse isso na Igreja, ouvi uma irmã que orava, dizendo: "Senhor, põe a Tua Palavra dentro de mim e lacra com cera para nunca mais se perder".
Como disse o Pr. Francy Cristian Couto: "Não me admiro de ver um ateu queimando a Bíblia. Me preocupa mesmo é ver um crente que não lê a Bíblia". Com a devida consideração ao que o estimado pastor disse, mas também considero preocupante um cristão que não ama a Bíblia que não lê, que não aplica a sua vida, que não a faz de espelho procurando ser o seu reflexo, que não a vive, que não a aceita como Palavra inerrante, infalível e inefável. É muito preocupante!
Quanto à Bíblia, fiquemos tranquilos. O que temos em nossas mãos é somente uma cópia do que está nos céus: "Senhor, tua palavra está firmada para sempre nos céus" (Salmos 119.89).
 Impérios levantam-se, caem e são esquecidos - ela resiste.
 Dinastias se sucedem - ela resiste.
 Reis são coroados e destronados - ela resiste.
 Imperadores decretam seu extermínio - ela resiste
 Desprezada e despedaçada - ela resiste
 Tempestades de ódio rugem ao seu redor - ela resiste.
 Os ateus lançam vitupérios sobre ela - ela resiste.
 Os agnósticos sorriem cinicamente - ela resiste.
 Ímpios profanos escarnecem dela - ela resiste.
 A descrença a rodeia - ela resi
 Críticos eruditos negam a sua inspiração divina - ela resiste.
 Relâmpagos de ira dão contra ela - ela resiste.
 Labaredas se acendem ao seu redor - ela resiste.
 As setas do ódio caem sobre ela - ela resiste.
 O radicalismo grita e se enfurece - ela resiste.
 O nevoeiro dos enganos a encobrem por um tempo - ela resiste.
 A pedra pesada do tempo corrói, mas não a destrói - ela resiste.
 Infiéis preveem o seu abandono - ela resiste.
 O progresso tenta diminuir o seu valor - ela resiste.
 Os devotos da insensatez a condenam - ela resiste.

"Porque, assim como a chuva e a neve descem dos céus e não voltam para lá, mas regam a terra e a fazem produzir e brotar, para que dê semente ao semeador e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca; não voltará para mim vazia, mas fará o que me agrada e cumprirá com êxito o propósito da sua missão" (Isaías 55.10,11).

Nenhum comentário: