quinta-feira, 9 de julho de 2015

Qualquer Semelhança não é Mera Coincidência

Mike Yaconelli conta a parábola de uma estação de salvamento numa pequena costa marítima da Inglaterra, onde freqüentemente havia barcos naufragados.
A estação era apenas uma pequena e velha casa de madeira, com apenas um bote, alguns marinheiros experimentados, que vigiavam dia e noite as águas daquela costa à procura de sobreviventes.
Abnegados, aqueles salva-vidas jamais pensavam em si mesmos quando saíam em missão de salvamento.
Com o passar do tempo, pessoas que haviam sido resgatadas pelos marinheiros da estação, em gratidão, resolveram criar uma associação de apoio ao posto de salvamento. Todos da cidade gostaram da idéia. Com o dinheiro levantado pela associação, eles compraram novos barcos, contrataram novos marujos, e assim a estação de salvamento ficou melhor aparelhada.
Logo alguns sócios disseram: - os barcos são novos, mas a estação é apenas uma casa caindo aos pedaços. Imediatamente um novo projeto foi feito e dali a semanas um amplo e confortável centro de convivência foi edificado no lugar da velha estação. Logo as velhas macas de atendimento foram substituídas por sofás macios, mobília sofisticada, ar refrigerado, música ambiente. O lugar ficou tão agradável, que os antigos guarda-vidas já não se interessavam em salvar pessoas no mar. Então terceirizaram o salvamento.
Certo dia houve um grande naufrágio na região. Os guarda-vidas de plantão foram com seus barcos novos e trouxeram dezenas de pessoas para a estação: elas chegaram encharcadas, doentes, maltrapilhas e simplesmente fizeram do centro de convivência uma grande bagunça. Logo a diretoria da estação se reuniu e resolveu construir um vestiário com duchas para lavar os náufragos antes que eles entrassem na estação.
Na assembléia seguinte, alguns membros da associação sugeriram que o setor de operação de salvamento saísse do centro de convivência para evitar depredações. Criou-se a polêmica: os velhos marinheiros levantaram-se dizendo que salvar vidas era a missão prioritária daquela estação. Houve uma acalorada discussão, mas os velhos marinheiros foram votos vencidos. Decidiu-se que os que quisessem salvar náufragos, que fizessem uma estação em outro lugar.
Então, alguns quilômetros dali uma nova estação de salvamento foi erguida. Com o tempo ela se tornou também um clube como a sua antecessora. Houve discussão e mais uma estação de salvamento foi levantada. E hoje, há dezenas de clubes de marinheiros naquela encosta. Ainda há naufrágios naquela área, mas a maioria dos tripulantes e passageiros morre por falta de barcos de salvamento.
Igrejas são agências do reino especializado e aparelhado para salvar e transformar vidas. Entretanto, facilmente elas podem se transformar em um clube de guarda-vidas.

Nenhum comentário: