quinta-feira, 25 de março de 2010

Aconselhamento Cristão (13ª parte)


REQUISITOS DE UM BOM CONSELHEIRO CRISTÃO

Consideremos alguns requisitos indispensáveis para o aconselhamento eficaz:

1. O conselheiro cristão deve ser tratável, social e acessível. As pessoas recorrem a alguém que as conheça, e a quem elas por sua vez conheçam e apreciam. De outro modo, não se sentiriam à vontade relatando seus problemas e expondo-lhes seu coração. É necessário que o conselheiro se mostre amigo e interessado sinceramente pelos problemas das pessoas.

2. Ele deve reunir certos traços pessoais:

a) É importante compreender os demais, ou seja, ser sensível às necessidades alheias e entender os seus desejos, problemas e frustrações.

b) O bom conselheiro escuta atentamente o que o aconselhado lhe diz e tenta ver as coisas segundo a perspectiva deste.

c) Respeita o aconselhado e tem interesse nele como “uma pessoa”, e não como se ele fosse somente um “problema” a ser solucionado.

d) Ele tem uma visão exemplar, digna de respeito; destaca-se por sua sobriedade, discrição e otimismo.

e) Relaciona-se bem com sua esposa e com outras pessoas.

f) Já tem provado sua fidelidade para com Deus e saído vitorioso em seus próprios problemas.

g) Sabe utilizar os recursos espirituais: a Bíblia, as promessas de Deus, a oração e o perdão.

h) Tem fé no poder redentor de Deus e na solicitude divina que opera para o bem de cada crente.

i) Conhece o poder transformador de Deus em seus filhos.

3. Deve entender os motivos da natureza humana e os de sua conduta. Aprende observando as pessoas, lendo livros e pela experiência.

4. Deve entender-se a si mesmo e reconhecer suas imperfeições e sua condição de ser humano. Se não entender bem a si mesmo, não poderá compreender os outros.

5. Deve dominar seus próprios desejos, seus sentimentos de culpa, sua ansiedade, seus ressentimentos, sua sexualidade e suas frustrações. De outro modo seria como um cego que guia outro cego. Não poderia ajudar os outros.

6. Ele deve conhecer as técnicas do aconselhamento cristão.

7. Deve estar disposto a dedicar tempo ao ministério do aconselhamento, o processo de aconselhamento requer tempo; isso jamais deve ser esquecido.

Nenhum comentário: