terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

A Grande Obra de Neemias (8ª parte)


LIÇÕES EXTRAÍDAS DA “GRANDE OBRA” DE NEEMIAS

“E purificaram-se os sacerdotes e os levitas; e logo purificaram o povo, e as portas, e o muro” (Ne 12.30).

O obreiro do Senhor Jesus tem sobre si a responsabilidade de conduzir e manter com todo o cuidado e diplomacia o rebanho que lhe foi confiado. Na condição de mordomo, as ordens recebidas de seu Senhor devem ser pontualmente executadas.

Nessa nobre missão existirão grandes desafios a exemplo de Neemias que enfrentou oposições infernais, assim o obreiro também será alvo de investidas do inimigo para desestabilizá-lo.

Faz-se necessário aplicar alguns princípios vivenciados por Neemias, haja vista o resultado vitorioso alcançado.

1. A reconstrução dos muros de Jerusalém deve ser considerada como um tipo do crescimento do reino de Deus na terra.

Os muros derrubados (Ne 1.3) podem tipificar as defesas debilitadas do reino de Deus.

A temporada preliminar de jejum e oração (Ne 1.4-11) pode ser o tipo da atitude mental que deve preceder a todos os grandes empreendimentos espirituais.

O sacrifício de Neemias de um importante posto pelo bem da causa (Ne 2.5) pode ser um tipo do serviço sacrificial sempre necessário quando se leva a cabo uma grande obra.

A inspeção da cidade à noite (Ne 2.15-16) pode tipificar a necessidade de enfrentar os fatos antes de começar o trabalho construtivo.

A busca de cooperação (Ne 2.17-18) pode ser o tipo de elemento essencial em toda obra bem sucedida.

O recrutamento de todas as classes (cap. 3) pode ser o tipo da importância de uma organização completa.

2. Podemos empregar os mesmos métodos para vencer obstáculos na obra espiritual.

O escárnio (Ne 2:19), vencido pela confiança em Deus (Ne 2:20).

A ira e o desprezo (Ne 4:3), vencidos pela oração e pelo trabalho árduo (Ne 4:4-6).

A conspiração (Ne 4:7-8), vencida pela vigilância e a oração, (Ne 4:9).

O desânimo dos amigos (Ne 4:10-12), vencido com uma coragem constante (Ne 4:13-14).

A ganância egoísta (Ne 5:1-5), vencida pela repreensão e pelo exemplo de abnegação (Ne 5:6-17).

A obra foi concluída, e os inimigos ficaram perplexos pelo constante esforço (Ne 6:1-15).

3. O exemplo pessoal de Neemias deve ser seguido por cada líder.

Um homem de coração simples (sem egoísmo, mesmo tendo uma alta posição junto ao rei) que se entristece com a condição da miséria e desprezo de Sião (Ne 1.4).

Um homem de oração em todo o tempo e sob quaisquer circunstâncias, vivendo, assim, em comunhão com Deus (Ne 1.5-11; 2.4; 4.4,9; 5.19; 6.9,14; 13.14,22,29 e 31).

Um homem de decisão, resolvido a conhecer, pessoalmente, a verdadeira situação (Ne 2.12).

Um homem de trabalho, sacrificando-se para a Causa de Deus (Ne 2.5).

Um homem capaz de inspirar outros ao trabalho (Ne 2.17 e 18); ele mesmo trabalhando (Ne 4.23).

Um homem com uma concepção gloriosa da santidade e da nobreza do trabalho para Deus (Ne 6.3). Deixar a obra de Deus, em que se empenhara para compactuar com os nobres do tempo era, para Neemias, indigno de um servo de Deus! Quatro vezes fora tentado a interromper a obra, mas, em nenhuma se deixou vencer (Ne 6.3-17).

Um homem que se não deixava desanimar nem se perturbava pelas oposições, interna e externa.

Um homem disposto a dar glória a Deus para todas as manifestações de Sua sabedoria (Ne 2.12 e 7.5).

4. O inimigo é despejado!

Neemias foi enérgico e fez o despejo do adversário da obra de Deus. Diz o capítulo 13 e versículo 8: “Fiquei muito zangado (indignado) e joguei fora tudo o que tinha dentro do quarto. E então exigi que o quarto fosse purificado completamente...”. Neemias pegou os móveis de Tobias e jogou tudo na rua e volta e ordena uma purificação completamente aquele quarto e em todo o Templo, porque estava contaminado com a moradia de um profano!

O líder do rebanho tem que ter determinação para cumprir toda a vontade de Deus! Visando santidade dentro da Casa de Deus o obreiro é um atalaia contra todo adversário que se levantar ou se abrigar na Casa de Deus.

O obreiro do Senhor, por ser zeloso com algo que não lhe pertence, isto é, a Igreja noiva de Cristo, deve ter autoridade para expulsar toda onda de pecado e laços de demônios que tentam se acomodar no arraial do povo de Deus.

O momento do despejo é “agora”. Neemias foi enérgico! Ele fez o despejo do adversário da obra de Deus. Que tal você lançar fora agora todos os “Móveis de Tobias” que esta ocupando espaço dentro deste quarto que faz parte da casa de Deus?

Deus não chama procrastinadores (pessoas que tem o hábito de deixar tudo para depois). Deus quer obreiros para uma realização imediata, haja vista, o Diabo estar diuturnamente tentando minar as bases espirituais da Igreja.

Que tenhamos coragem! Os medrosos não têm espaços no reino de Deus.

Nenhum comentário: