quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Nossa Esperança

"Ora, o Deus de esperança vos encha de todo o gozo e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo" (Rm 15.13).

Em que baseamos nossas vidas? Quais são os verdadeiros propósitos do porquê estarmos aqui? Cada dia que se passa as dificuldades aumentam ainda mais. Estamos cercados de inimigos, sejam eles materiais ou espirituais. Isso é uma realidade. Mas, quanto isso pode afetar um crente em Deus?

Bem, segundo as palavras de Jesus, "no mundo tereis aflição, mas tende bom ânimo; Eu venci o mundo" (Jo 16.33). É normal sermos atribulados, injuriados, afligidos, mas o importante de tudo é deter os olhos no Autor e Consumador da nossa Fé. Nossa esperança não está em nada deste mundo...

nem em riquezas...
nem em ações empresariais...
nem em cofres bancários...

nem numa casa bonita...

nem em carros luxuosos...
nem em homens que detém o poder...

E-M N-A-D-A D-E-S-T-E M-U-N-D-O (bem devagar para nunca mais esquecermos).

Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, escreveu: "Que diremos, pois, a vista destas coisas: Se Deus é por nós, quem será contra nós?... Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus?... Quem é que condena?... Quem nos separará do amor de Cristo?..." (Rm 8.31-39). Quatro grandes perguntas e inúmeráveis possíveis respostas:

nem a morte...

nem a vida...
nem os anjos...

nem os principados...

nem as potestades...

nem o presente...

nem o porvir...

nem a altura...
nem a proundidade...
nem alguma outra criatura...

Nada jamais conseguirá nos "separar do amor que está em Cristo Jesus, nosso Senhor". Onde está nossa esperança? No amor interminável de Deus. Suportamos qualquer coisa, qualquer tempestade, por que sabemos que se Ele tivesse de passar isso por cada um de nós, jamais pensaria duas vezes.

Nenhum comentário: